quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Os maias que se cuidem...

Sempre existiram e existirão profecias. Seja o ano de 1999, que conta com o 666 de ponta cabeça, ou o famoso e assustador Bug do Milênio (quem se lembra dessa?), em que todos os computadores seriam reiniciados após uma pane e o mundo iria virar um caos.Infelizmente, para assustar a população, eis que surge outra profecia para 2012, por isso, a PARADA OBRIGATÓRIA de hoje não pode deixar passar o "hit" do momento: o longa 2012.


Esta profecia, de que o mundo vai acabar logo logo, existe muito antes do filme, e para algumas pessoas ela era conhecida antes do merchandising em massa feito pela Sony. Séculos atrás, os maias nos deixaram o seu calendário, com uma data final em um dia determinado e tudo o que isso sugere. Desde então, astrólogos o discutem, numerólogos encontraram padrões que o preveem, geólogos dizem que Terra se encaminha para isso e nem os cientistas do governo podem negar que um cataclismo planetário de proporções épicas se anuncia para 2012. A profecia que surgiu a partir dos maias já se encontra hoje bem documentada, debatida, destrinchada e analisada. Vale lembrar que ela não anuncia o FIM do mundo, mas sim várias mudanças extremas na maneira em que os sobreviventes à profecia terão de viver.

De qualquer maneira, estamos aqui é para falar do filme. O que esperar de '2012'? Um amontoado de efeitos especiais, com um enredo tão ruim que, infelizmente, os maias não chegaram a prever...O fato, na verdade, é que este tipo de filme não precisa ter uma história plausível para divertir e entreter. O diretor alemão Roland Emmerich já tinha feito exatamente igual em 'Independence Day' e 'O Dia Depois de Amanhã', dois filmes com efeitos especiais de ponta, divertidos, e com um roteiro beirando o ridículo. ( na minha humilde opinião)

Afinal, a fórmula de suas histórias nunca muda: tem o bondoso presidente dos EUA, o herói que está longe de casa e/ou precisa reconquistar a família, o animal de estimação fofo, o(s) filho(s) inteligentes mas inocentes, etc... E acredite: esta fórmula acaba funcionando...Esquecendo o enredo batido, o resto é só alegria. A fotografia do filme é incrível, e os efeitos especiais são tão bem feitos que chegamos a acreditar por muito tempo que estamos vendo em nossa frente a destruíção em massa de nosso planeta. E nenhum lugar do mundo está ileso. Seja por cenas em que o herói está presente (e ele quase sempre está) ou por reportagens na TV, vários lugares importantes do mundo são destruídos de maneiras mirabolantes e inacreditáveis...
Para os que esperam mais do Cristo Redentor, não se animem. Era só aquilo do trailer mesmo!

Mas 2012' cumpre o que promete: acabar com o planeta Terra usando um clichê de situações non-sense para juntar um cataclismo a outro. E essa destruição toda é, realmente, visualmente Justificarperfeita!

Veja o link do trailer abaixo:
http://www.youtube.com/watch?v=IirB8F-5nh0

Um comentário:

  1. Ainda não consegui ver o filme, mas acho que essa semana resolvo isso!
    Clarissa

    ResponderExcluir